A Educação Física compõe a área de Linguagem, tendo como objeto de o estudo específico da linguagem corporal. Como professor de Educação Física é importante discutir junto aos alunos as formas de se comunicar através do corpo, aprendendo e se alfabetizando corporalmente.

O 1o ano do Ensino Fundamental, série inicial e com foco na alfabetização escrita tem por objetivo também iniciar a alfabetização corporal. Assim, como a linguagem oral e a escrita, a linguagem corporal possui códigos e símbolos que compõe o seu próprio alfabeto. Os alunos do 1o ano foram identificando tais códigos e símbolos através da ferramenta do jogo. Essa estratégia foi o ponto de partida para começar o alfabeto corporal, entender as características que compõe um jogo, levou as crianças a conhecerem o mais importante para o alfabeto que são as habilidades envolvidas nas atividades.

Junto ao trabalho das professoras de sala, em relação ao aprendizado de verbos, os alunos foram aprendendo sobre as habilidades a partir da divisão em 3 tipos: Motoras, Táticas e Sócio Emocionais. A cada aula e vivência prática os alunos deviam expor qual a habilidade que estava sendo realizada durante a atividade como por exemplo: chutar, correr, quicar, respeitar, pensar, entre outras. O repertório de palavras foi crescendo a cada aula, juntamente com o entendimento das formas de utilizar tais habilidades durante as aulas de Educação Física.

Assim, para aprender e utilizar o que foi chamado de “Alfabeto Corporal” é necessário ter bem em mente os diferentes tipos de habilidades e suas aplicações durante as propostas de aula. Dessa forma, a Educação Física pode se justificar ainda mais dentro da área de Linguagem mostrando o quão importante é para a criança saber se comunicar através do corpo e também evoluir pedagogicamente no contexto da sala de aula.

Professor Arthur Consiglio Campelo